Leonardsen

Reitor do Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio, Padre Dirson Gonçalves, celebra missas ao vivo na 104 FM

Em razão das medidas preventivas em relação ao coronavírus as missas em todas as igrejas de Paranaguá estão sendo realizadas sem a presença de fieis. Várias igrejas tem buscado alternativas via internet para transmitir as celebrações. Buscando também uma alternativa para estar mais próximo da população neste momento delicado.

O Reitor do Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio, Padre Dirson Gonçalves, vai realizar as celebrações, ao vivo, nas ondas da 104 FM e também por intermédio das redes sociais da emissora e também do Santuário. As missas serão transmitidas sempre as 19h dos estúdios da emissora. Amanhã, sexta-feira, também haverá uma celebração as 15h, ao vivo na 104 FM.

Outra novidade é que durante este período delicado, em todos os domingos também haverá missa ao vivo as 09 horas com a celebração do Bispo Diocesano de Paranaguá, Dom Edmar Peron.  

Compartilhar:

Diocese de Paranaguá determina que missas sejam realizadas sem a presença de fieis nas igrejas de Paranaguá

Seguindo  as orientações  de prevenção  ao Novo coronavírus, o bispo Dom Edmar Peron estabeleceu medidas cumpridas  em  todas as igrejas pertencentes a Diocese de Paranaguá .

De 18 de março até o dia 02 de abril:

As missas serão celebradas pelos padres todos os dias, em favor de suas comunidades, mas sem a participação dos fiéis. Cada Paróquia, bem como os Santuários e a Reitoria, providencie o modo de transmitir a missa e a pregação diária para alimento espiritual dos fiéis. Vivamos este tempo em comunhão com as milhares de pessoas que não podem participar normalmente da sagrada comunhão.

Todos os dias, às 20h, será transmitida a missa presidida pelo Bispo, desde a capela da casa episcopal, pelo Facebook da Diocese. Além disso, as igrejas permanecerão abertas, limpas e arejadas para que os fiéis que desejarem possam entrar e fazer sua oração pessoal, sem permanecer, no entanto, por muito tempo e evitando a aglomeração de pessoas.

Neste período, todos os fiéis da Diocese estão desobrigados do cumprimento do preceito de participar da missa aos Domingos e dias de Festa (Código de Direito Canônico, cân. 87).

Sejam canceladas as Confissões previstas no calendário quaresmal dos “mutirões de confissão”. É prudente aguardar para confessar-se posteriormente, evitando deste modo, expor ao contágio tanto a pessoa do Padre quanto a do fiel.

Em caso de necessidade, o padre – tomadas todas as medidas de proteção e higiene – atenderá a confissão do fiel; se for preciso, dará também a Unção dos Enfermos e a Sagrada Eucaristia.

Os encontros de catequese ficarão suspensos, obedecendo à normativa civil quanto ao fechamento das escolas. Contudo, os adultos ou outra pessoa da família, ajude o catequisando a aprofundar a sua fé e a rezar.

Igualmente devem ser suspensos: as novenas e os tríduos; os encontros das pastorais, dos movimentos eclesiais e serviços; as promoções para ajudar a comunidade a se manter economicamente (festas, cafés, jantares e outras); as confraternizações de grupos eclesiais. Em espírito de corresponsabilidade eclesial, exortamos os fiéis a manterem, porém, as colaborações econômicas com as comunidades, pois as mesmas deverão continuar honrando suas despesas mensais e, para algumas, o pagamento de dívidas.

As secretarias paroquiais e dos santuários permanecerão abertas, funcionando conforme a organização de cada Comunidade e respeitando-se as medidas de higiene e cuidados necessários para não transmitir o vírus às pessoas que nelas estiverem trabalhando.

Quanto aos Casamentos: os noivos deverão conversar com o Padre sobre o modo como poderão ser realizados, considerando o que está dito no Decreto 4230, do senhor governador do Estado do Paraná, que limita em 50 pessoas, o número dos participantes de um evento; os noivos poderão, inclusive, transferir a data de sua celebração.

 Neste tempo, além do terço, manifestemos nossa confiança em Nossa Senhora, rezando, se possível várias vezes ao dia, essa antiga oração: “À vossa proteção recorremos, Santa Mãe de Deus; não desprezeis as nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita. Amém.”

Peço-lhes, irmãos e irmãs, em comunhão com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, “que essas orientações sejam acolhidas como uma contribuição, em vista do bem de todos. Elas requerem ser acompanhadas de muita oração elevando nossos corações ao Deus da vida, no acolhimento de sua Palavra e por uma vivência de renúncias neste tempo quaresmal. Em momentos difíceis e delicados como este, mais fortes devem ser nossa fé, esperança e união”.

Compartilhar:

Casos confirmados de coronavírus dobram no Paraná e suspeitos disparam

Foto: Reprodução / FolhaVitória.

Os casos confirmados de coronavírus no Paraná dobraram. Até o boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde de segunda-feira (16) eram seis os casos positivos. Já no boletim de terça-feira (17) os casos passaram para 12, com novos casos confirmados em Curitiba (2), Cianorte (1), Londrina (1), Campo Largo (1) e Pinhais (1).

Mas um boletim da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, no fim da tarde de terça, confirmou outros dois casos, que devem entrar a estatística do Estado nesta quarta (18) ou quinta (19). Assim, seriam 14 os casos no Paraná.

O Ministério da Saúde também divulgou uma atualização dos dados na tarde de terça, e mostrava um enorme salto dos casos suspeitos no Paraná. Eram 85 até segunda e foi a 240, nesta terça-feira. O aumento de casos suspeitos foi geral. No País, entre a segunda-feira e ontem, os números foram de 2.064 para 8.819, quase quatro vezes mais.

“A diferença dos casos suspeitos é porque existia em vários estados e que não estavam sendo validados muito provavelmente a checagem manual. Afirmamos que era melhor utilizar o sistema automatizado. Mas é mais importante mostrar aumento de notificação do que ficar só nos 2 mil casos”, afirmou Júlio Croda, da equipe do Ministério da Saúde.

No boletim da Secretaria Estadual o número de casos suspeitos não estava atualizado por problemas no sistema do Ministério, informou a Secretaria.

PRIMEIRAS MORTES OCORREM EM SÃO PAULO E NO RIO DE JANEIRO

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, confirmou a primeira morte por Covid-19 em São Paulo. Trata-se de um homem de 62 anos, que estava no grupo de risco da doença – tinha mais de 60 anos, diabetes e hipertensão. Mas não se sabe a origem da contaminação nesse caso. “Em quase 300 casos tivemos primeiro óbito. Não podemos falar isso porque podemos ter seis óbitos amanhã (quarta-feira, 18). Não temos condição de falar a letalidade. Brasil é um país jovem, vamos ver como isso funciona”, declarou. O ministro voltou a alertar que o número de casos deve continuar subindo, e muito.

Mais tarde, o Rio de Janeiro confirmou uma oitra morte por coronavírus: um homem de 69 anos que estava no Hospital Icaraí. Ele teve quadro iniciado no dia 11 de março; posteriormente, desenvolveu pneumonia, insuficiência respiratória aguda e sofreu um choque séptico. Ainda segundo o Hospital Icaraí, a contaminação veio através do enteado da vítima, que esteve em Nova York (Estados Unidos) e foi testado positivamente para a covid-19.

No litoral são dois casos suspeitos em matinhos e Guaratuba tem o primeiro caso suspeito de coronavírus.

A Prefeitura Municipal de Guaratuba por meio da Secretaria Municipal da Saúde informa que na tarde de ontem recebeu no Pronto Socorro um paciente com 67 anos, com sintomas de infecção com o novo coronavírus, que informou ter tido contato com pessoas vindas do exterior.

Tão logo adentrou o Pronto Socorro foi atendido e, identificados os sintomas, a equipe de saúde cumpriu todos os protocolos para atendimento da COVID-19, levando-o para o Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá, onde foi realizado o exame para confirmar ou descartar a doença.

O material colhido foi encaminhado para o Laboratório Central do Estado do Paraná – LACEN, cujo resultado será divulgado logo que concluso.

O paciente passa bem, segue internado com todo o suporte do Hospital Regional. A família e pessoas que tiveram contato com ele foram colocadas em quarentena. Ou seja, devem se manter em isolamento social até que saia o resultado, que, se for confirmado, deverá mantê-los em isolamento por 14 dias.

Compartilhar:

De acordo com as secretarias estaduais, Brasil já chega a 368 casos confirmados de coronavírus

Foto: Amanda Perobelli / Reuters.

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 12h30 desta quarta-feira (18), 368 casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil em 18 estados e no Distrito Federal. Em São Paulo, foi registrada a 1ª morte pelo coronavírus no Brasil, confirmada na terça-feira (17) pelo governo estadual. A vítima é um homem de 62 anos que estava internado em um hospital particular da capital paulista. Ele tinha diabetes e hipertensão.

O último balanço do Ministério da Saúde, divulgado na tarde de terça-feira, contabiliza 291 infectados.

Nesta quarta, a secretaria de Saúde da Bahia anunciou o 18° caso confirmado do coronavírus. O governo de Tocantins confirmou o primeiro caso no estado e o Rio de Janeiro confirmou em coletiva que são 49 casos até o momento.

Além dos casos confirmados, o Ministério da Saúde contabilizava na terça-feira:

8.819 casos suspeitos.

1.890 casos descartados.

18 pessoas estão hospitalizadas (7% do total).

Compartilhar: