Leonardsen

STF sofre pressão para manter prisão em 2ª instância

Foto: Reprodução.

O Supremo Tribunal Federal (STF) tem sofrido pressões para não derrubar a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. A intimidação mais agressiva vem de caminhoneiros, que gravaram vídeos ameaçando novas paralisações . A ofensiva também chegou aos gabinetes dos ministros, que não param de receber mensagens e ligações para impedir a revisão da atual jurisprudência. Só no gabinete do ministro Luís Roberto Barroso, foram mais de 2 mil telefonemas e 4,5 mil e-mails na semana passada.

O Estado apurou que os órgãos de segurança e setores de inteligência do governo monitoram a questão, tanto nas redes quanto nas estradas, e produzem relatórios para analisar o que é “bravata” e o que pode ganhar algum tipo de força. De acordo com a assessoria do STF, as ameaças “que se mostrarem violentas serão enviadas para o âmbito do inquérito conduzido pelo ministro Alexandre de Moraes”, que cuida de investigação sobre ofensas e fake news contra integrantes da Corte.

Para impedir nova derrota da Lava Jato no STF, o grupo Vem Pra Rua mobilizou seguidores nas redes sociais para convencer Barroso e os ministros Luiz Fux, Edson Fachin e Cármen Lúcia – os quatro são favoráveis à execução antecipada de pena – a pedirem vista (mais tempo para análise) e, dessa forma, interromper o julgamento. A execução antecipada de pena é considerada um dos pilares da operação. “Qual ministro terá coragem de pedir vista e impedir o fim da prisão após condenação em segunda instância?”, diz convocação do movimento, que divulgou na internet relação dos telefones e e-mails de cada um dos gabinetes. Cem mil usuários já acessaram a lista, segundo o grupo. O plenário da Corte retoma amanhã o julgamento de três ações, com a expectativa de rever o atual entendimento, favorável à prisão após condenação em segunda instância.

Compartilhar:

Diocese de Paranaguá realiza o maior evento de catequese de sua história

Foto: Folha do Litoral News.

No último domingo dia 20, o IV Congresso de Catequese da Diocese de Paranaguá, reuniu aproximadamente 1000 pessoas no centro de eventos Aníbal Cury e na Paróquia São João em Campina Grande do Sul, com o tema “O Espírito é derramado sobre todos aqueles que ouvem a Palavra”.

O evento foi organizado pela equipe de animação bíblico catequética da Diocese, coordenada pela Irmã Maria Grazia Leidi e o Padre Anderson Ulatoski, com a participação do fiéis da Paróquia São João e o apoio da Prefeitura de Campina Grande do Sul. Na programação os catequistas participaram da missa, da palestra com a coordenadora da CNBB Sul II, Débora Puppo, de almoço conjunto e do show com Álvaro e Daniel.

O Bispo Dom Edmar Peron, presidiu a missa de abertura falando sobre a imensa alegria em ver toda a diocese presente, (13 municípios e 22 paróquias). Agradeceu pelo ótimo trabalho da equipe diocesana e afirmou: “A catequese é o início da formação de toda a Igreja, como será o futuro se não formarmos novos e bons pais de família, agentes pastorais, sacerdotes e líderes?”.

Irmã Maria, coordenadora do evento, falou da preparação que aconteceu antes do Congresso, feita em todas as paróquias: “Realizamos encontros de oração e agradecimento, com a participação dos representantes regionais. Acreditamos que este foi um dos motivos para a excelente participação neste evento. O IV Congresso de Catequese será um marco na história da nossa Diocese”, comentou a religiosa.

Terezinha Lopes de Guaraqueçaba, que também participou do congresso contou como a logística para participar e levar as catequistas foi complexa. “Nosso setor é formado por ilhas, locais distantes, com acesso por barcos e estradas não pavimentadas. Conseguimos, apesar disso, representantes de Guaraqueçaba, Ilha Rasa, Superagui e Tagaçaba. O esforço valeu a pena, ao retornar e ver a felicidade no rosto das participantes, os objetivos foram atingidos, todos voltaram instigados, entusiasmados e renovados”. Terezinha fez ainda um agradecimento para a equipe e a Dom Edmar: “O nosso Bispo, com o seu dom da palavra, carinho e amor contagiantes nos cativa a cada encontro”, afirmou a catequista.

A coordenadora da comunidade Sagrado Coração de Paranaguá, Juliene Zanetti, disse que o Congresso foi maravilhoso e confirmou a sua vocação, “Durante o tempo que estivemos reunidos em oração, com alegria e amor, o Espírito Santo estava envolvido, aquecendo nosso coração. É um dia que ficará guardado na vida de todos os que estiveram presentes”.

O Congresso geral, para toda a Diocese de Paranaguá, é realizado a cada 3 anos Entre um e outro acontecem importantes encontros da pastorais de Catequese/Animação Bíblico Catequética nas regionais, paróquias e comunidades. As paróquias levaram a missão de, já nos próximos dias, preparar um encontro pós Congresso definir as ações da Pastoral na linha do que foi compreendido no evento de Campina Grande do Sul.

Compartilhar:

Depois de suspeitas de fraude, Eleições do Conselho Tutelar acontecem no dia 24 de novembro em Paranaguá

Foto: PMP.

Prova de conhecimentos específicos será no dia 27 de outubro. Doze candidatos concorrem às vagas de conselheiro tutelar. Na última semana, a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) divulgou no Diário Oficial o Edital N.º 007/2019, que realizou a convocação para realização de novas provas de conhecimentos específicos da eleição do Conselho Tutelar de Paranaguá gestão 2020/2023. Além disso, o Conselho Tutelar divulgou o cronograma para o novo pleito, que acontecerá no dia 24 de novembro. A medida ocorre após decisão da Justiça que acatou ação do Ministério Público do Paraná (MPPR) para suspender as eleições que aconteceriam no dia 6 de outubro, devido a notícias de ilegalidades nas provas para conselheiro tutelar, com vazamento do gabarito do exame que circulou via WhatsApp entre pessoas que não integravam a Comissão

ORGANIZADORA DO PROCESSO ELEITORAL

Segundo o edital, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, por meio da Comissão Organizadora do Processo Eleitoral, para determinar novas datas para prova, eleições e todos os procedimentos do pleito, considerou o contido nos Autos da Ação Civil Pública da Vara da Infância e da Juventude da Comarca de Paranaguá, bem como deliberação do Plenário do conselho. O documento é assinado por Geseli Antunes Guimarães, presidente da Comissão Organizadora do Processo Eleitoral.

A eleição acontece no dia 24 de novembro. Ainda não houve a divulgação de horário e localidade de forma oficial. Qualquer eleitor de Paranaguá pode votar, basta ir até o local com título de eleitor e documento de identidade com foto. O resultado do pleito será divulgado no dia 25 de novembro, após apuração dos votos. O período de possível impugnação da eleição será do dia 24 até o dia 29 de novembro. No dia 6 de dezembro será homologado o resultado da eleição e dos conselheiros tutelares eleitos, que tomarão posse no dia 10 de janeiro de 2020. O pleito decidirá os cinco membros titulares e cinco suplentes do Conselho Tutelar para o quadriênio 2020/2023 em Paranaguá.

Compartilhar:

Está chegando o período da Festa de Nossa Senhora do Rocio. A montagem da estrutura já começou e boa parte está pronta

A cavalgada da fé chega ao sexto ano como uma das procissões mais emocionantes da Festa do Rocio. Neste ano, a organização pretende reunir pelo menos 150 cavaleiros.

Quanto a montagem da estrutura, reserva de espaços para expositores, shows artísticos e o show de prêmios que vai sortear dois carros zero quilômetro, a reportagem da 104 FM conversou com o coordenador geral do evento, o Empresário Milton Araújo.

Compartilhar:

Com horário amplo de atendimento, Hemepar Paranaguá necessita de doadores de sangue

Foto: Reprodução.

A demanda do banco de sangue da Unidade de Coleta e Transfusão (UCT) de Paranaguá do Hemepar é contínua. Além de atender e disponibilizar sangue para o sistema de saúde dos sete municípios litorâneos, a UCT de Paranaguá atende o Hospital Regional do Litoral hospitalar principal casa hospitalar da região, e aumenta sua necessidade de reposição com a proximidade da temporada de verão 2019/2020, quando a população aumenta consideravelmente, chegando, por exemplo, no Ano-Novo, a receber cerca de dois milhões de turistas.

Para atender a esta demanda, o Hemepar atende doadores de segunda à sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h, bem como orienta e expede certificados até mesmo em período posterior ao de doação. Ricardo José Nascimento Moura, chefe da Unidade de Coleta e Transfusão do Hemepar de Paranaguá, informa que alterações foram feitas no horário de atendimento em Paranaguá aos doadores de sangue de segunda à sexta-feira, sendo que no período da manhã é das 8h às 12h, sendo que das 8h às 11h30 fica exclusivo para doação e das 11h30 até o meio-dia orientações e emissão de certificados. No período da tarde, o atendimento é o atendimento é das 13h às 17h, sendo que das 13h às 16h é período exclusivo para doação e às 16h é para orientações e certificados, ressaltando que as documentações são expedidas durante todo o período, bem como orientações gerais.

 De acordo com Ricardo Moura, a UCT de Paranaguá atende os sete municípios litorâneos e a doação de sangue é algo sempre bem-vindo. “É um ato de amor. Uma doação pode ajudar três a quatro pessoas. As pessoas podem agendar a vinda em grupos, organizando campanhas, ligando para o setor de Assistência Social no telefone (41) 3420-6663 falando com a nossa a nossa assistente social, Nádia Tadra, que irá agendar e orientar”,  O Hemepar fica situado na Rua Gabriel de Lara, 657. “O telefone para contato é o 3420-6663.

Compartilhar:

Final de semana foi de romaria no Santuário Estadual de Nossa Senhora Do Rocio

Foto: Romaria / Cleiton Silveira.

Larry César e Ronaldo Martins trabalharam no domingo para acompanhar as caravanas que estiveram em Paranaguá em mais de 20 ônibus vindos das cidades de Campo Mourão, Cascavel, Curitiba e Campo Largo.

No total mais de mil fiéis estiveram na cidade participando da última romaria antes da festa, mostrando mais uma vez que o turismo religioso cresce e traz benefícios econômicos para a cidade.

Compartilhar: