Dengue: Clima favorece proliferação do mosquito e Litoral preocupa técnicos da SESA

Foto: Reprodução.

A Secretaria de Estado da Saúde intensifica o alerta sobre as medidas preventivas para se evitar a dengue devido à mudança da estação, com dias quentes e a previsão de que seja um período chuvoso. O boletim que monitora a dengue no Paraná apresenta 524 casos confirmados, 70 a mais que na semana anterior. Na história da doença no Estado, são 216.638 casos desde 2012.

O levantamento feito nos municípios, no período de 1 de julho a 15 de setembro, mostra que 73% dos criadouros são encontrados em imóveis domiciliares e comerciais e ainda são passíveis de remoção, como vasos de plantas com pratinhos que acumulam água, recipientes de degelo em geladeiras, bebedouros, pequenas fontes ornamentais, materiais que ficam armazenados a céu aberto em depósitos de construção, pneus e sucatas.

“Nossa preocupação é com os imóveis do Litoral. É importante que o proprietário verifique minuciosamente se houve a formação de criadouros do transmissor da dengue, no período que o imóvel ficou fechado, lembrando que o mosquito se cria rapidamente em recipientes que acumulam água parada”, salienta a coordenadora da Vigilância Ambienta da Secretaria, Ivana Belmonte.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *