Corrupção no Pedágio: Empresa fecha acordo com o MP e vai pagar R$ 20 milhões

Foto: Reprodução.

A força-tarefa da Lava Jato do Ministério Público Federal do Paraná fechou acordo de leniência com a empresa Purunã, no âmbito da operação Integração, que investiga um esquema de lavagem de dinheiro e pagamento de propina por concessionárias do pedágio para políticos e agentes públicos em troca de aumento de tarifas e cancelamento de obras.

A empresa confessou ter gerado caixa para que a Rodonorte fizesse pagamentos ilícitos em troca da “obtenção de modificações contratuais”. E se comprometeu a pagar R$ 20,5 milhões ao Estado como compensação pelos crimes praticados. Fechado na semana passada, o acordo ainda precisa ser homologado pela Justiça.

Deste valor, R$ 20 milhões serão destinados à execução de parte das obras que sejam consideradas prioritárias atualmente pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) nas rodovias paranaenses concedidas à Rodonorte. O restante será destinado aos cofres do estado do Paraná. O acordo é o primeiro firmado entre a Lava Jato e uma empresa que participou lateralmente do esquema de corrupção nas concessões de rodovias no Esstado. Segundo o procurador Felipe Camargo, a empresa também está prestando informações “sobre como foi gerado dinheiro em espécie para pagamentos de propinas a altas autoridades do estado”.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *