Barulho irritante em vagão da Serra Verde Express atrapalha passeio de trem entre Curitiba e Morretes

Família de Porto Alegre reclama e expõe falhas da empresa no atendimento e provavelmente em manutenção dos trens. Passageiros pagaram R$ 208 em bilhetes da classe turística.

O barulho excessivo em um dos vagões do trem que faz o passeio turístico entre Curitiba e Paranaguá incomodou muitos passageiros que fizeram a viagem no último sábado (17). É o que publica o Jornal Tribuna, de Curitiba. Um vídeo gravado por um dos passageiros e postado nas redes sociais deixou clara a insatisfação dos turistas, que também reclamaram da falta de preocupação da empresa em receber as reclamações feitas após o passeio.

Uma família de Porto Alegre disse ao jornal que o vagão fazia muito barulho, mas muito barulho mesmo. “Tem o popular, o especial e o turístico, este compramos dois bilhetes. Pagamos R$218 com direito a guia e lanche. O problema é que quando o trem deixou a estação, um barulho muito forte começou a incomodar todos os passageiros. Achamos até por ser no começo da viagem, que era normal. Mas não parava. E pior, o barulho aumentava e o passeio virou castigo”, relatou Carlos Fernando Wenzel.

Ao perceberem que o barulho não parava e o passeio estava em segundo plano, Carlos resolveu pedir para mudar de vagão com a sua mãe. No entanto, foi impedido pelo guia que cuida do vagão. “A pessoa disse que não era possível acomodar a gente em outro lugar. Isto nos revoltou. Não desci do trem porque minha mãe estava comigo. Não era mais possível aguentar aquilo na nossa cabeça” relatou o turista.

Após a insistência de outros passageiros, o guia pediu auxílio para outros responsáveis pelo trem. Depois de meia hora de pedidos e sem fugir do barulho, mãe e filho foram encaminhados para outro vagão e terminaram a viagem com mais calma. Ao reclamar no guichê da empresa na rodoviária de Curitiba, passageiros contaram ao jornal que o atendimento é péssimo.

O que diz a empresa: Em nota enviada ao jornal, a Serra Verde Express informa que o ruído observado no vagão de número 4 neste sábado (17), ainda que não seja desejado ou comum, é possível de ocorrer devido ao tipo de operação nos trilhos. A empresa informa que as outras questões mencionadas sobre o atendimento do cliente dentro e fora do trem estão sendo apuradas internamente.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *